É importante conhecer os alimentos sem hidratos de carbono para preparar receitas para dietas low carb. Apostar por alimentos com alto teor de proteínas, ajuda a emagrecer porque promovem uma elevada sensação de saciedade e têm benefícios comprovados para a saúde.

Todas as dietas low carb têm uma coisa em comum: reduzir os hidratos de carbono. Não comer hidratos de carbono emagrece, é certo, contudo não devem ser totalmente eliminados, senão reduzidos. Por isso conheça quais os melhores acompanhamentos para as carnes e peixes, em vez dos tradicionais, como batatas, massas e arroz, que são verdadeiras bombas de hidratos de carbono, e que portanto, são alimentos proibidos.

Lista de alimentos sem hidratos de carbono

Todos estes alimentos fornecem proteínas de elevada qualidade e não contêm hidratos de carbono. São alimentos bem vindos numa dieta lowcarb.

  • Carnes: vaca, vitela, cordeiro, cabrito, cavalo, porco etc.
  • Carne de caça: lebre, coelho bravo, veado, javali, galinhola, perdiz, faisão, pato e pombo bravo.
  • Aves: pato, frango, galinha, ganso, avestruz, peru.
  • Peixes: toda a variedade de peixe, como o salmão, sardinha, truta, robalo, cavala, pescada, atum, bacalhau etc.
  • Mariscos: camarão, lagosta, ostras, amêijoas, lulas, lagostim, caranguejo, mexilhão, chocos, polvo etc
  • Ovos: todos os ovos, gema e clara de ovo.
  • Charcutaria e enchidos: salsichas, salsicha viena, salsicha fresca, linguiça, salame, bacon, mortadela, peito de peru, presunto, linguiça, fiambres, fiambre de pá, fiambre da perna, fiambre de peru, presunto, bacon, salpicão, chouriço, chourição, paio York, paio do lomo etc.
  • Queijos: flamengo, queijo azul, brie, parmesão, queijo barra, camembert, cheddar, edam, emmental, gruyère, feta, gorgonzola, gouda, roquefort, mozarella, queijos de ovelha, queijo de cabra e uma enorme variedade de queijos.
  • Gorduras e óleos: manteiga, banha, todos os óleos vegetais (azeite, girassol, amendoim, milho, óleo de sésamo, óleo de soja, óleo de noz, óleo de linhaça…), manteiga de cacau, gordura de coco, margarina, gorduras vegetais para cozinhar.
  • Cogumelos: cogumelos ostra, cogumelos suillus luteus, cogumelos morchella, cogumelos cantharellus cibarius.
  • Tofu extra duro: existe em muitas formas, mas o extra duro é o melhor, porque os teores em hidratos são bastante reduzidos.
  • Outros alimentos sem hidratos de carbono: sementes de linhaça, abacate, gelatina (0% açúcar), água, chá verde, chá de ervas, chá preto, café (tudo sem açúcar).

O abacate tem cerca de 3 g de HC por 100 g, no entanto, como tem 4 de fibra, os hidratos de carbono líquidos ficam em zero. O que importa são os hidratos de carbono líquidos.

Alimentos proteicos mas com teores baixos em hidratos de carbono

Os seguintes alimentos são ricos em proteínas mas com alguns teores de carboidratos:

Certas carnes processadas e curadas, como variedades de salsichas, fiambres, presunto, bacon, podem conter pequenas quantidades de carboidratos. Leia o rótulo nutricional dos pacotes para saber se os produtos embalados contêm carboidratos.

As miudezas e o fígado, contêm cerca de 5 g de hidratos de carbono por cada 100 g.

Certos mariscos como o mexilhão, ameijoa e a ostra contêm cerca de 3 a 4 gramas de hidratos de carbono por cada 100 gramas.

A carne e o peixe empanado e o bife à Cordon Bleu são ricos em hidratos de carbono. Evite-os! Empanar é passar por farinha ou pão ralado, o que vai fazer com que o alimento ganhe teores elevados de hidratos de carbono.

Os queijos frescos são queijos não curados, por isso contêm cerca de 3 a 5 g de HC por cada 100 g, como também o requeijão e o quark ou queijo batido.

O leite e o iogurte natural contêm cerca de 5 g de hidratos de carbono por cada 100 gramas. O iogurte grego cerca de 4 g por cada 100 g.

O tofu é também um alimento proteico de origem vegetal adequado para receitas sem carboidratos. Mas existem diferentes tipos. O extra duro, é o melhor, tem apenas cerca de 1,8 g de hidratos por cada 100 g, já o mole tem uma percentagem mais alta, entre 3 a 4 g.

Os cogumelos brancos (embora não seja um alimento proteico) têm apenas 3 g de hidratos de carbono por cada 100 gramas. Um alimento ideal para comer à noite acompanhado de proteínas. Os cogumelos em geral podem ser uma boa alternativa de alimentos baixos em hidratos para acompanhar carnes, peixe, na preparação de omeletes etc., a qualquer hora do dia.

Embora todos estes alimentos contenham alguns hidratos, mas são teores muito baixos, sendo adequados para fazer parte das receitas sem carboidratos pelo seu alto valor proteico.

Os queijos, carnes e ovos, etc., não contêm carboidratos, mas, contêm uma alta proporção de gorduras saturadas. Se pretende seguir um plano alimentar lowcarb mais saudável, prefira as versões magras, como a carne branca ou sem cortes de gordura ou o peixe. O azeite extra virgem é a gordura mais saudável.

Como substituir os hidratos de carbono tradicionais

Os hidratos de carbono estão na maioria dos alimentos. Uma dieta sem eles é quase impossível, a opção mais acertada é reduzi-los e substituir os hidratos de carbono tradicionais como batatas, massas, arroz, pão, vegetais ricos em amidos e cereais por verduras e legumes, que são os melhores acompanhamentos.

Alimentos saudáveis como frutas, verduras e legumes e frutos secos não devem ser removidos de sua dieta, apesar de conterem teores de carboidratos, mas são ricos em fibras, vitaminas e minerais. Veja aqui os vegetais com menos hidratos de carbono.

No caso das frutas, preferir as frutas menos doces, nesta lista fica a saber quanto açúcar tem a fruta. No supermercado é preciso ler os valores nutricionais que contém o alimento e escolher o produto alternativo com menos teores em hidratos (por exemplo, iogurtes naturais em vez de açucarados ou com pedaços de fruta, etc.). Numa dieta proteica, a contagem dos hidratos de carbono importa mais que as calorias.

Optar por uma dieta rica em alimentos sem hidratos de carbono como as proteínas e os vegetais pobres em amidos fazem emagrecer e não só. São muitos os estudos que demostraram que as dietas com baixo teor de carboidratos geralmente causam mais perda de peso do que as dietas com baixo teor de gordura, tendo também muitos outros benefícios para a saúde, como a redução do açúcar no sangue, da pressão arterial e triglicerídeos.